All fields are required.

Close Appointment form

CIRURGIAS

icon
CIRURGIAS

As cirurgias são realizadas somente em último caso, quando não houve sucesso com os tratamentos convencionais. Só então o procedimento cirúrgico é indicado para que a cura seja alcançada ou pelo menos uma considerável melhora na qualidade de vida da pessoa.

Cirurgia realizada para retirada da adenoide e das amígdalas palatinas.

Cirurgia realizada para a retirada da adenoide.

Essa cirurgia é realizada no tratamento da amigdalite de repetição, nela as amígdalas são retiradas.

Cirurgia realizada para retirar os pólipos, nódulos (calos) nas cordas vocais.

Cirurgia realizada para retirar os pólipos nasais.

Este procedimento cirúrgico é indicado para correção de problemas estéticos e funcionais desencadeados por uma fratura nasal.

Consiste no alinhamento e/ou centralização do septo nasal através da ressecção (retirada) da cartilagem e osso desalinhados ou em excesso.

Reduz o volume excessivo dos cornetos nasais.

Cirurgia realizada para tratamento de roncos e apneia do sono (curtas paradas respiratórias).

Essa cirurgia é realizada para reconstruir a membrana timpânica perfurada. Essa perfuração acontece principalmente quando a pessoa apresenta Otite média repetidas vezes e porque algumas das infecções não foram tratadas corretamente.
Cirurgia minimamente invasiva realizada para correção de alterações anatômicas nasais: concha média bolhosa, desvio septal, hipertrofia cornetos inferiores, atresia de coanas (processos crônicos funcionais), sinusites crônicas, sinusites de repetição, polipose nasal, tumores nasais, dacriocistites de repetição, estenose ou fechamento do ducto nasolacrimal, etc.
Nova cirurgia que se apresenta como opção de tratamento para roncos e apneia do sono. Preserva a linha média palatal, evitando a insuficiência velofaringea, uma consequência temida na cirurgia do ronco. Também apresenta como benefício a posterior adaptação do CPAP em apneias graves que necessitem complementação de tratamento. É a cirurgia de eleição adotada pelas cirurgiãs do Instituto do Sono de Curitiba em casos de pacientes selecionados que necessitem tratamento cirúrgico para melhora do seu distúrbio do sono.
É realizada quando a pessoa apresenta Otite média serosa, que provoca o acúmulo de secreção dentro da orelha média. A cirurgia consiste na colocação de um tubo de ventilação (uma prótese em formato de tubo que liga a orelha média à externa) permitindo o equilíbrio das pressões dentro e fora da orelha média. Essa cirurgia é realizada principalmente em crianças, por apresentarem Otites médias frequentes.
É o nome da cirurgia realizada para correção das orelhas de abano. As cicatrizes são praticamente imperceptíveis, pois toda a cirurgia é feita pela parte de trás da orelha, sua realização é indicada a partir dos 7 anos, pois a partir dessa idade não compromete o crescimento e o desenvolvimento da orelha. Essa cirurgia promove uma melhoria estética e muitas vezes psicológica na pessoa.
Corrige o nariz sem alterar as características naturais da face. Possibilita que a fisionomia se torne mais proporcional através da correção das imperfeições existentes. A cirurgia é realizada integralmente por dentro do nariz, sob anestesia local e pode ser associada à correção do desvio de septo – Rinosseptoplastia Nasal. Habitualmente não é necessário o uso do tampão nasal.